Posted in:

Margem de lucro: como saber quanto você está ganhando por produto vendido?

Imagem 1- Margem de lucro como saber quato você está ganhando por produto vendido
Margem de lucro: como saber quanto você está ganhando por produto vendido?
5 (100%) 2 votes

Se você não conhece a sua margem de lucro, talvez esteja jogando dinheiro pela janela.

Sim, a realidade é dura assim.

E negócio algum pode se dar ao luxo de acumular prejuízos no caixa, não é mesmo?

Então, preste muita atenção no que vai ler a partir de agora.

Saber calcular margem de lucro e conhecer os valores é essencial para o bom andamento de qualquer empresa.

Além de ter a certeza do quanto o seu empreendimento está lucrando, você ainda poderá ter maior clareza a respeito dos seus indicadores.

Como exemplo, talvez você identifique que as suas despesas estão acima do previsto.

Nesse caso, poderá pensar em estratégias para economizar de alguma forma, como na contratação de fornecedores com preços mais atrativos.

Ou talvez identifique que o seu produto não é tão rentável como gostaria.

E aí, ele precisará sofrer modificações para garantir um lucro maior ou até mesmo descontinuado.

Quer organizar suas finanças mas não sabe por onde começar? 
Na conta.MOBI você encontra as ferramentas
necessárias para a gestão do seu negócio!

Veja só quanta coisa importante, que impacta diretamente na saúde financeira do negócio.

O entendimento da margem de lucro e também quanto à importância que ela tem para um negócio é fundamental para qualquer gestor.

Afinal, pode facilitar a sua tomada de decisão e guiar os caminhos pelos quais a sua empresa vai percorrer em direção a um bom resultado.

Ficou interessado em saber mais?

Então, fique por aqui.

Neste artigo, você vai entender o conceito de margem de lucro.

Também vai descobrir se está realmente lucrando com o seu produto ou serviço.

Verá ainda a diferença entre lucro e faturamento, os fatores que compõem a margem de lucro, como fazer o cálculo, as consequências em não calcular e muito mais.

Aproveite a leitura!

Você sabe quanto está lucrando na venda de cada produto?

Imagem 2 - Margem de lucro como saber quato você está ganhando por produto vendido
Você sabe dizer quanto está ganhando com seu produto ou serviço? Essa é uma resposta que deve estar na ponta da língua de todo empreendedor!

Antes de saber qual é a sua margem de lucro, é importante que entenda quanto está ganhando com a venda dos seus produtos ou serviços.

Para facilitar o entendimento, vamos aos conceitos de lucro e faturamento.

  • Faturamento: é a soma de todas as receitas de uma empresa em um determinado período. É o valor bruto, sem considerar as despesas.
  • Lucro: é o valor total das receitas menos as despesas. Falando de forma simples, é o valor que você coloca no seu bolso. É o seu ganho.

Vou dar um exemplo para deixar tudo ainda mais claro.

Vamos supor que você ofereça um serviço de locação de cadeiras, certo?

Em um dia de evento, cobra por R$ 1.000,00 e gasta R$ 400,00 com despesas.

Elas incluem a diária do funcionário e o transporte.

Então, o seu lucro nesse caso será de R$ 600,00.

A diferença entre faturamento e lucro, portanto, é que o faturamento é a arrecadação total e o lucro é a receita após a retirada das despesas.

Ficou claro?

Vou dar mais um exemplo.

Supondo agora que você tenha um estabelecimento comercial.

Entre todos os produtos que oferece ao consumidor, um deles é vendido por R$ 10,00.

É um preço atrativo, mas que achata o seu lucro, já que o item foi comprado por R$ 9,00.

A diferença, portanto, é de apenas R$ 1,00.

Isso sem considerar ainda todas as demais despesas relacionadas.

Complicado, não é mesmo?

O cálculo pode ser feito por ano, por semestre, por mês ou da forma como o empreendedor achar mais conveniente.

O importante é que ele seja realizado e que você sempre considere o seu lucro na hora de entender o quanto a sua empresa ganhou em determinado período.

Essa confusão entre faturamento e lucro é muito comum, em especial nas pequenas empresas.

São coisas diferentes e pode ter certeza que, se considerar apenas o que fatura, você correrá um risco muito grande de perder dinheiro.

Alguns empreendedores, inclusive, tentam entender por que ficaram sem dinheiro sendo que faturaram um valor mensal bastante alto com as suas empresas.

Porém, por mais que fature uma boa quantia todos os meses, se o empreendimento tiver despesas também muito altas, então, o seu lucro será de fato mais baixo.

Faturar milhões não é sinal de boa saúde financeira.

Você nunca pode analisar esse número sem tirar os impostos e as despesas.

Além disso, ter clareza do seu lucro é importante para você avaliar o andamento da empresa.

Inclusive, se serão necessárias estratégias para melhorar os seus resultados.

Vou falar mais sobre isso nos próximos tópicos.

Acompanhe a leitura!

Margem de lucro: entenda o que é esse conceito

Imagem 3 - Margem de lucro como saber quanto você está ganhando por produto vendido
Quanto encima do valor de venda do seu produto foi adicionado para garantir o seu lucro?

Chegou a hora de entender o conceito de margem de lucro.

Margem de lucro é um percentual que, ao ser adicionado aos custos totais de um serviço ou produto, define o preço final de comercialização e também o percentual de lucro com aquela venda.

Portanto, ela está relacionada tanto com a definição de preço de um produto ou serviço quanto com o lucro que uma empresa terá com a venda dele.

Esse é um indicador muito importante para qualquer empresa.

Se não respeitar a sua margem de lucro, o risco de comprometer a continuidade dos negócios é altíssimo.

Afinal, estabelecer um preço muito baixo para vender em grande quantidade não compensa se o resultado financeiro líquido não for suficiente para cobrir as despesas.

Então, tendo isso em mente, é hora de descobrir quais são os fatores que compõem a margem de lucro.

Fatores que compõem a margem de lucro

Imagem 0.4 - Margem d elucro como saber quanto você está ganhando por produto vendido
Para definir a margem de lucro, não deixe de considerar as despesas e as receitas.

Já mencionei um pouco sobre o lucro no tópico anterior.

Agora você vai entender os demais fatores.

Receitas

É o mesmo que faturamento.

Isso mesmo!

É o valor que você recebe com as vendas ou revenda de produtos ou com a prestação de serviços.

Despesas

Não têm relação com a área operacional da empresa.

São os gastos com funcionários, as contas a pagar com aluguel, telefone, água e luz e as despesas financeiras, como os empréstimos bancários, por exemplo.

Custos

Têm relação direta com a operação da empresa.

É o gasto com a aquisição ou a produção de uma mercadoria que você vai vender ou com a prestação de algum serviço.

Para fabricar uma bijuteria, por exemplo, você precisará de matéria-prima para confeccioná-la, certo?

Essa matéria-prima é justamente o custo de produção.

Mas se você vai revender as bijuterias, obviamente precisou comprar os produtos de um determinado fabricante.

O valor que pagou por eles é o custo que teve com o produto.

Lucro

Já falei sobre ele no tópico anterior, mas é importante reforçar aqui.

O lucro é o que sobra. São as receitas menos as despesas e o custo.

É o que fica na sua mão.

Margem de lucro bruta e margem de lucro líquida: o que são?

Imagem 4 - Margem de lucro como saber quanto você está ganhando por produto vendido
A margem de lucro líquida é o valor real que a sua empresa fatura com a venda do produto/serviço.

Existe uma diferença entre margem de lucro líquida e margem de lucro bruta, o que é bastante interessante para o seu negócio.

Ao entender melhor os dois conceitos, você pode, por exemplo, saber quais são os serviços ou produtos mais rentáveis.

E com essa informação em mãos, consegue optar pela maior produção de um ou de outro.

Parece interessante, não é mesmo?

Então, observe a seguir!

Margem de lucro bruta

A margem de lucro bruta é o valor que você ganha com a venda de um serviço ou produto após retirar as despesas com a sua produção.

Assim, se você vende um produto por R$ 50,00 e a mão de obra junto com a matéria-prima custou R$ 25,00, então, o valor que vai ganhar é R$ 25,00.

Em outras palavras, R$ 25,00 é o lucro bruto, que representa uma margem bruta de 50%.

Entender essa margem é importante inclusive para você estipular o preço do produto que quer vender ou do serviço que pretende oferecer.

Margem de lucro líquida

Essa é a real margem de lucro da sua empresa.

É o quanto fica na sua mão.

Para calcular, é preciso retirar do valor que recebeu todas as despesas, como mão de obra, matéria-prima, gastos administrativos, frete, impostos, entre outras.

O que sobrar é a margem líquida.

Quer mais um exemplo?

Vamos supor que você tenha faturado R$ 10.000,00 em determinado mês.

Por outro lado, gastou R$ 2.000,00 com mão de obra, mais R$ 2.000,00 com matéria-prima e, por fim, mais R$ 2.000,00 com as despesas administrativas e os impostos.

A soma dessas despesas vai dar R$ 6.000,00.

Então, o seu lucro líquido é o que sobrou, que foi R$ 4.000,00.

Se dividir os 4 mil por 10 mil (que é o faturamento) e multiplicar por 100, o resultado será 40, que é justamente a margem de lucro líquida.

Portanto, a cada R$ 100,00 vendidos, você lucra R$ 40,00.

Mas por qual razão você precisa fazer esse cálculo?

Vou explicar no tópico a seguir.

Por que é tão importante definir a margem de lucro?

Imagem 5 - Margem de lucro como saber quant vocÊ está ganhando por produto vendido
Sema definição e acompanhamento da margem de lucro, como você poderá garantir que a saúde financeira da sua empresa vai bem?!

É essencial que você calcule a sua margem de lucro e que faça um acompanhamento assertivo dos seus indicadores.

Basicamente, com esses números, você vai conseguir entender e refletir sobre como está a sua empresa do ponto de vista financeiro.

É possível saber, por exemplo, se ela está lucrando da forma como esperava, inclusive considerando o seu mercado e a sua concorrência.

Caso veja que os números estão inferiores à sua expectativa, é hora de agir.

É importante que faça uma análise das operações da sua empresa e também da rentabilidade dos serviços ou produtos oferecidos.

Talvez você precise criar estratégias inteligentes para a redução de gastos com mão de obra, matéria-prima, despesas administrativas, entre outras.

É importante também que avalie se as remunerações ou comissões que está pagando para os colaboradores fazem jus ao que a empresa está lucrando.

Pode parecer estranho, mas essa análise é essencial.

É preciso fazer uma boa administração e gestão do seu negócio para que as despesas e os custos caibam no seu orçamento.

Na hora de colocá-los na conta, é essencial que você não saia no prejuízo.

Talvez precise pensar em novos investimentos, considerando aquilo que lucra com a venda dos produtos ou com a prestação de serviços.

Quem sabe esse movimento seja essencial para que a sua empresa se torne mais competitiva no mercado.

Ou pode ser até que perceba que terá que reajustar a sua própria remuneração, ao menos enquanto a situação não seja tão desconfortável.

Ao implantar ações e estratégias para aumentar o seu lucro, alguns resultados positivos devem começar a aparecer.

A partir do momento em que a empresa está estável, você pode rever as suas despesas e os seus investimentos e começar a colocar algumas ações em prática.

O importante é que faça o cálculo da margem de lucro, entenda o cenário atual e busque alternativas para resolver a situação, caso ela seja negativa.

O cálculo, portanto, ajuda a sua empresa a se estruturar financeiramente para o seu bom andamento e para alcançar resultados mais positivos.

Mas não se esqueça de que, independentemente do resultado, negativo ou positivo, as informações financeiras devem sempre ser olhadas e analisadas.

Em uma situação de margem de lucro positiva, por exemplo, você poderá monitorar os lucros ao longo do tempo e observar as diferenças significativas que vão acontecer.

Nessa hora de análises, a melhor dica é estar ao lado do contador.

Ele tem o conhecimento e, você, a responsabilidade enquanto empreendedor.

Como calcular a margem de lucro?

Imagem 6 - Margem de lucro como saber quanto você está ganhando por produto vendido
O cálculo da margem de lucro é simples: lucro = receitas totais – custos, fácil né?!

O cálculo da margem de lucro é bastante simples, mas para achar esse número, é preciso saber qual é o lucro.

A fórmula é: lucro = receitas totais – custos

É a soma de todas as vendas, retirando os custos do produto e as despesas fixas e variáveis.

É a sua receita total, o quanto você ganhou dos clientes, menos todos os custos que teve para produzir os produtos ou executar os serviços.

Até aqui, tudo bem.

Chegou a hora de entender como calcular a margem de lucro.

Para tanto, basta dividir o lucro pela receita total e multiplicar por 100.

Ficou um pouco confuso?

Não se preocupe!

Nos próximos tópicos, vou dar exemplos bem simples de como fazer o cálculo do lucro e da margem de lucro.

Consequências de não calcular a margem de lucro

Imagem 7 - Margem de lucro como saber quanto está ganhando por produto vendido
Não definir uma margem de lucro é o mesmo que levar a sua empresa para o buraco, do qual pode ser difícil de sair!

Não calcular a margem de lucro é um dos erros mais comuns na administração das pequenas empresas.

Seja por desconhecimento ou negligência, fuja dessa cilada.

Além de ajudar a ter clareza com relação aos números do seu negócio, em especial quanto gasta e quanto de fato coloca no seu bolso, o cálculo da margem de lucro é essencial para você entender o cenário atual do seu empreendimento.

Será que você está gastando muito com um produto, a ponto de não compensar o faturamento dele?

Você fatura um valor com um produto e gasta exatamente esse mesmo valor com as despesas dele?

Então, onde está o seu lucro?

Isso não é nada bom!

Nesse caso, pode ser que tenha planejado mal aquilo que oferece.

Ou, então, que tem tido um custo muito alto com matéria-prima, mão de obra e outras despesas.

Talvez você fature R$ 100,00 e gaste R$ 80,00 e isso pode não ser ruim, desde que venda essa mercadoria em grande quantidade.

Tudo vai depender do seu negócio e das estratégias que está utilizando para garantir uma boa margem de lucro.

De qualquer forma, ter essa visão precisa e objetiva dos números vai facilitar muito para pensar em opções que possam agregar valor para a sua empresa.

Mas já considerou que talvez não precise reduzir despesas, mas sim criar um produto robusto e que seja mais benéfico para os clientes?

Agregar valor e qualidade, sabe?

Como consequência, ele terá um preço maior de venda, o que possivelmente aumentará a sua margem de lucro (desde que as despesas não aumentem muito, claro).

O importante é saber que, sem o cálculo e o real entendimento dos seus números, dificilmente conseguirá resolver a situação.

E por sempre ficar pior.

Para você ter uma ideia, a falta de gestão financeira é um dos fatores mais comuns para o fechamento de empresas.

De acordo com a pesquisa Sobrevivência das Empresas no Brasil, feita em 2016 pelo Sebrae, de 2.000 empresas, 25% alegaram que fecharam as portas por falta de gestão, incapacidade e problemas administrativos, contábeis, com os sócios e de logística.

Mais do que isso, no primeiro ano de atividade, 12% das empresas fecharam por falta de conhecimento de gestão, administração e organização.

Esses dados são importantes, porque eles mostram o quão prejudicial é a falta da gestão financeira em qualquer negócio.

Exemplo prático

Agora, vou dar um exemplo prático para você entender melhor sobre o cálculo da margem de lucro.

Vamos supor que uma determinada empresa realizou uma venda no valor de R$ 40.000,00 em diferentes produtos.

Para que eles fossem produzidos e considerando ainda o custo de operação da empresa, foram gastos R$ 32.000.

Nesse valor, estão inclusos o pagamento de funcionários, o aluguel de máquinas, a conta de energia elétrica, os materiais, os impostos e ainda outros custos de fabricação.

Vamos calcular o lucro da empresa, então?

Confira:

  • Lucro = Receitas totais – Custos
  • Lucro = 40.000 – 32.000
  • Lucro = 8.000.

O dono da empresa lucrou exatamente R$ 8.000,00, mas esse número ainda não é a margem de lucro.

O que você precisa é obter um dado percentual.

Vamos fazer o cálculo dela agora?

Você vai precisar dividir o lucro pela receita total e multiplicar por 100.

Então, veja como fica:

  • Margem de lucro = 8.000 / 40.000
  • Margem de lucro = 0,2 x 100
  • Margem de lucro = 20%.

Isso significa que a margem de lucro dessa empresa com o produto em questão foi de 20%, ou seja, ela lucra 20% com ele.

Essa é a margem de lucro ideal para o seu negócio?

A resposta depende de você.

Não existe uma resposta única que se aplique a todos os tipos de atividades.

O importante, contudo, é que você consiga visar um bom lucro sem que para isso promova preços que vão afugentar seus clientes.

Equilíbrio é a palavra-chave aqui, como você pode ver.

Então, está preparado para colocar a casa em ordem?

Conclusão

Imagem 8 - Margem de lucro como saber quanto você está ganhando por produto vendido
Quer fazer do seu negócio lucrativo e próspero? Então, não desconsidere a importância da margem de lucro!

Neste artigo, você conferiu valiosas informações sobre a importância de realizar o cálculo da margem de lucro da sua empresa.

É através dela que vai saber se está ou não lucrando com os seus produtos ou serviços da forma como esperava.

Ao identificar a sua margem de lucro, você consegue ter uma melhor compreensão sobre o cenário no qual está inserido de forma geral.

Afinal, deve manter a sua estratégia como ela vem acontecendo?

Ou será preciso criar um plano de ação para recuperar o fôlego das finanças da empresa?

É com a análise desses indicadores financeiros que você consegue identificar o momento do empreendimento e a sua eficiência operacional.

Mais do que isso:

é um passo imprescindível para, assim, propor soluções mais assertivas.

Talvez você precise, por exemplo, repensar no seu produto ou serviço ou até conter algumas despesas com mão de obra, matéria-prima, entre outras.

Mas além de melhorar a sua gestão financeira, o cálculo da margem de lucro vai ainda ajudar a lidar com diversos processos.

Entre eles, as sempre difíceis negociações, tanto com fornecedores quanto com clientes.

É a margem de lucro que permite encontrar o equilíbrio, descobrindo até onde você pode ir para garantir a saúde financeira do seu empreendimento.

Agora, é só colocar em prática tudo o que aprendeu hoje.

Você vai ver que lidar com esses números não é um bicho de sete cabeças e que os benefícios de administrá-los serão inúmeros.

Mas não se esqueça de que a margem de lucro é só a ponta do iceberg.

Você precisa fazer uma análise de tudo que envolve o dinheiro da sua empresa e solicitar até mesmo a ajuda de um profissional especializado quando for preciso.

Um bom contador, é claro.

Esse diagnóstico é essencial para o perfeito andamento do seu negócio e também das suas finanças corporativas.

Procure entender a receita total, o volume de vendas, entre outros indicadores essenciais para que tenha uma visão completa do empreendimento e que facilite assim a sua tomada de decisão.

Boa sorte nessa jornada!

Deixe uma resposta