Empreendedor Polishop: 5 motivos para fazer parte do maior sistema multinível do mundo

Marketing Multinível é furada? É ilegal? É o mesmo que uma Pirâmide Financeira? E onde se encaixa o empreendedor Polishop nessa história?

Continue lendo este artigo que vamos discutir sobre esse assunto e tirar todas as dúvidas relacionadas ao marketing multinível.

Rede comercial da qual o empreendedor Polishop faz parte.

Historicamente falando

De acordo com a Wikipédia, estamos na 5ª onda do Marketing Multinível, ou Marketing de Rede.

A estratégia administrativa nasceu nos Estados Unidos, na década de 1940.

Pelas mãos do empresário Carl Rehnborg, dono da Nutrilite, que até hoje vende suplementos para dieta, minerais e vitaminas.

Visando à expansão das vendas de seus produtos, Rehnborg implantou na empresa um revolucionário sistema de comissões variáveis.

O percentual de lucro oferecido aos vendedores crescia conforme o volume de vendas.

O modelo de Marketing Multinível foi legalizado pela Comissão Federal de Comércio dos EUA.

Em 1979, tornou-se um modelo de negócio legítimo.

Esse método de marketing é objeto de estudo e discussão por diversos estudiosos das Ciências Administrativas.

Sendo amplamente analisado por meio de pesquisas acadêmicas.

A ideia por trás da maioria dos estudos não é exaltar ou condenar esse modelo de mercado.

Mas sim avaliá-lo por meio de relatos que gerem estatísticas.

Que por sua vez buscam delimitar e explicitar as condições e contextos em que o Marketing Multinível pode ou deve funcionar.

O que é Marketing Multinível?

imagem-2-empreendedor-polishop-5-motivos-para-participar

Quanto mais vender e recrutar novos empreendedores, mais lucros e bonificações você terá;

O Marketing Multinível tem sua base no estabelecimento e na expansão de uma rede de vendas.

Ou seja: envolve recrutamento e progressão de carreira.

Esse sistema de comércio em rede é possível em empresas cujos lucros sejam de 70% ou mais.

Advindos das vendas de um produto propriamente dito.

Não é um sistema financeiro.

Mas sim um sistema de comércio a partir do qual é possível estabelecer carreira e progredir nela.

A ideia é que a pessoa com melhor desempenho na expansão dessa rede comercial recebe comissões e bonificações maiores.

Da mesma forma, se uma pessoa recrutada sobe de nível, a pessoa que a recrutou também sobe.

Com isso, a empresa lucra em cima de seus produtos.

E as pessoas lucram em cima da ampliação da rede comercial desses mesmos produtos.

No Marketing Multinível, absolutamente tudo gira em torno de uma contrapartida real e tangível, que é a comercialização de produtos.

Como funciona o Marketing Multinível?

O sistema de Marketing Multinível permite ao empreendedor realizar investimentos sobre um produto.

E o sucesso depende de sua crescente capacidade de conseguir vendê-lo em grandes volumes.

Na medida que se progride na obtenção de lucros, o empreendedor pode então recrutar novos empreendedores.

Esse, por sua vez, deve comercializar o máximo possível para ter seu retorno de investimento, margem de lucro e oportunidade de progredir.

O Marketing Multinível fomenta a capacidade de autonomia do empreendedor.

Podendo em alguns casos até mesmo ser livre da obrigatoriedade por cumprimento de metas.

Qual a diferença entre Pirâmide Financeira e Marketing Multinível?

imagem-4-empreendedor-polishop-5-motivos-para-fazer-parte

Enquanto no marketing multinível os louros são advindos do seu trabalho e esforço, nas pirâmides financeiras você é usado de isca para vender algo inexistente e lucrar muito para outras pessoas.

A diferença entre o Marketing Multinível e a Pirâmide Financeira pode ser resumida em uma palavra: legitimidade.

Também antiga, a Pirâmide Financeira corrompeu completamente a estrutura proposta pelo Marketing Multinível.

No que diz respeito ao sistema de recrutamento e progressão de carreira.

Ao contrário do Marketing em Rede, a Pirâmide Financeira é ilegal.

Contudo, o objetivo da Pirâmide Financeira visa apenas a movimentação de dinheiro.

A pessoa faz um investimento inicial em um empreendimento muitas vezes inexistente.

Sob promessa de retorno financeiro rápido, fácil e advindo de um investimento semelhante feito por outra pessoa.

É uma ilusão criada a partir da ideia “me ajuda a te ajudar” e do conceito de “é rápido e fácil”.

Qualquer pessoa com um pouco de vivência sabe que essas ideias e conceitos se traduzem em duas palavras: É furada.

O Marketing Multinível da Polishop é legal?

imagem-5-empreendedor-polishop-5-motivos-para-fazer-parte

Como seu modelo de negócio é baseado na venda de produtos tradicionais e de alta qualidade, sem promessa de dinheiro fácil, o programa Polishop com você é totalmente legal e altamente reconhecido.

Pelo puro e simples fato de se tratar de uma rede de comércio cujos lucros são obtidos a partir da comercialização de produtos, o marketing multinível é legal.

Logo o trabalho do empreendedor Polishop é seguro.

Não há promessa de dinheiro fácil, nem rápido, tampouco a possibilidade de prejuízo.

Toda a estrutura do Polishop com vc é construída em cima de uma contrapartida real e tangível.

As possibilidades de lucros projetadas pela empresa e seus recrutadores está intimamente ligada a:

esforço, disposição e vontade de trabalhar do empreendedor Polishop.

Assim como em qualquer outro emprego ou empreendimento, o crescimento depende por completo de você.

Da boa vontade em realizar um bom trabalho e nunca se dar por satisfeita ao atingir novos patamares.

Montar uma empresa, empreender, é como casamento:

um compromisso de vida firmado por uma pessoa que se dedicará àquilo e sua vida girará em torno e se adequará a esse propósito.

O que é o Polishop com vc?

imagem-empreendedor-polishop-5-motivos-para-fazer-parte

Empreendedores do mundo todo estão construindo uma carreira consolidada e de muito sucesso como empreendedores Polishop.

A Polishop começou vendendo suplementos para dieta.

E se tornou referência mundial, comercializando hoje uma vasta gama de produtos.

De 1999 para cá, a empresa cresceu bastante.

Deteve total exclusividade sobre as vendas dos produtos de marcas renomadas por sua qualidade, e também criado seu próprio canal de TV.

Para expandir o alcance de suas vendas, a empresa iniciou o Polishop com vc.

Um sistema de Marketing Multinível no qual o empreendedor investe por meio da compra de produtos Polishop, que então deve revender.

O recrutamento de novos vendedores se dá quando o empreendedor, já bem estabelecido, pode recrutar e guiar novos empreendedores.

O desempenho desses novos recrutados também pode influir positivamente sobre os lucros de quem os recrutou.

O empreendedor de bom desempenho passa a ter o direito de adquirir um volume maior de produtos Polishop.

Essa vantagem permite não apenas atuar como vendedor associado a clientes, mas também como fornecedor para novos empreendedores.

Como acontece o negócio

As vendas podem ser realizadas nas formas de porta-a-porta, distribuição de catálogos, fornecimento e estabelecimento de lojas online.

Dessa forma, todo o dinheiro movimentado está diretamente ligado às vendas dos já reconhecidos produtos Polishop.

O empreendedor sobe de nível conforme recruta e obtêm mais lucros conforme aumenta o volume de suas vendas.

Podendo eventualmente fornecer a cada vez mais novos vendedores.

O plano de carreira do Polishop com vc é constituído por 9 níveis:

Elite, Elite Plus, Rubi, Rubi Plus, Esmeralda, Esmeralda Plus, Diamante, Diamante Duplo e Diamante Triplo.

Como se tornar um empreendedor Polishop?

imagem-3-empreendedor-polishop-5-motivos-para-fazer-parte

Com uma rede comercial baseada em recrutamento, para se tornar um empreendedor Polishop você precisará se uma indicação.

Todas as informações sobre como se tornar um empreendedor Polishop estão disponíveis no site da empresa.

O cadastro é composto por várias etapas, porém muito simples.

Ao fim do processo de cadastramento, o empreendedor ganha uma chave de acesso ao MyOffice.

Local onde pode gerenciar suas compras, vendas e atividades de recrutamento.

Junto disso, é recomendado ao futuro empreendedor que leia o Manual de Procedimentos e o Manual de Ética e Conduta.

5 vantagens de ser um empreendedor Polishop

imagem-6-empreendedor-polishop-5-motivos-para-fazer-parte

Sendo empreendedor Polishop você conta com muitas vantagens e incentivos para se dedicar ao trabalho e almejar cada vez mais para sua carreira.

  1. Autonomia: faça seus próprios horários e desenvolva sua técnica. Munido das informações sobre regras de conduta e ética, o empreendedor Polishop é incentivado a encontrar sua própria forma de vender e recrutar. Ao lado de outros empreendedores, é possível absorver experiência e desenvolver sua própria estratégia comercial.
  2. Adequação: as metas mínimas se adequam à sua condição no momento. Se o empreendedor, no momento de sua entrada, pode investir apenas um valor X, sua meta será diretamente proporcional ao quanto investiu. O crescimento do investimento pode demorar, mas com boa vontade os resultados sempre aparecem.
  3. Bônus por vendas: venda mais, ganhe mais. Simples assim.
  4. Bônus por recrutamento: amplie sua rede por meio do recrutamento de novos empreendedores e lucre ainda mais.
  5. Descontos: os produtos de qualidade da Polishop, como vistos na TV e nas lojas de shoppings, ficam disponíveis ao empreendedor com descontos que vão de 5% a 80%.

Com isso, não apenas há a oportunidade de crescimento financeiro, como também a de melhoria na qualidade de vida.

Como ganhar mais dinheiro como empreendedor Polishop?

imagem-8-empreendedor-polishop-5-motivos-para-fazer-parte

Uma carreira brilhante é importante, mas fazer dela rentável é o que todos desejam. Por que não optar por soluções que tornem isso possível?

Assim como qualquer outra forma de empreendimento, o mais importante é sua atuação e dedicação.

Sua postura diante dos desafios, forma de se comunicar, relacionamento com as pessoas, sua reputação e credibilidade.

Se você deseja empreender e já tem uma rede bem estabelecida de contatos, não tenha medo.

É só começar!

Dedique-se a sua carreira como empreendedor Polishop e logo colherá os frutos.

E para ajudá-lo nessa empreitada, anote aí uma dica:

Como empreendedor Polishop, todo mês você recebe o seu bônus com um considerável desconto referente aos impostos.

Mas sabia que existe uma forma de você receber seu bônus integral e reduzir os custos com tributos?

Você só precisa se tornar uma pessoa jurídica.

MEI é sinônimo de vantagens para você

E a nossa sugestão é que considere a possibilidade de abrir um CNPJ MEI.

Sendo MEI você paga mensalmente a DAS – guia única de recolhimento de impostos – no valor máximo de R$ 50,00 e fica quite com suas obrigações tributárias.

Além disso, torna-se assegurado pela previdência social e passa a ter direito aos benefícios previdenciários como aposentadoria, por exemplo.

Agora você deve estar se perguntando: mas como faço para ter um CNPJ MEI?

A formalização é gratuita e feita por meio do site Portal do Empreendedor.

Em poucos minutos você conclui a inscrição e já tem acesso ao número do seu CNPJ.

Mas caso tenha dúvidas sobre o processo e precisar de ajuda, existem empresas no mercado totalmente voltadas para MEIs.

Especializadas em suas necessidades e que poderão auxiliá-lo.

Um bom exemplo é a conta.MOBI

Uma conta digital que oferece diversos recurso para facilitar a gestão das finanças e controle do seu negócio.

Um serviço interessante que a startup oferece é o suporte na formalização do CNPJ MEI.

Empreendedores Polishop, como você, que têm interesse só precisam baixar o aplicativo, fazer o cadastro e solicitar suporte na formalização.

O aplicativo é gratuito e a usabilidade simples.

Outras funções da conta digital

imagem-9-empreendedor-polishop-5-motivos-para-fazer-parte

conta.MOBI: a conta digital do empreendedor que ajudará você a receber seu bônus integral e ainda gerenciar melhor o seu negócio. Pelo site ou aplicativo. tenha sempre à mão diversas facilidades.

Além disso, a conta.MOBI ainda oferece os serviços básicos como:

  • Consulta de saldo e extrato
  • Transferências
  • Pagamento de contas online
  • Emissão de boletos
  • Gerenciamento de transações a qualquer hora pelo aplicativo
  • Cartão de débito internacional VISA
  • Programação de metas financeiras

Com tantas facilidade à mão ficará fácil gerenciar suas vendas e acompanhar os recebimentos.

Com a automatização dos processos financeiros sobra muito mais tempo para você aumentar sua rede de relacionamento e, consequentemente, o faturamento.

Vale a pena conhecer e experimentar essa solução!

10 dicas infalíveis para ser um empreendedor Polishop influente

imagem-7-empreendedor-polishop-5-motivos-para-fazer-parte

Ambição, força de vontade, dedicação, organização e uma boa rede de relacionamento são características inerentes ao empreendedor Polishop.

  1. Conheça: Use parte de seus lucros e invista na compra de produtos Polishop. É muito importante para qualquer agente comercial que conheça seus próprios produtos de cabo a rabo. Somente assim é possível ressaltar por completo todas os pontos fortes e responder com precisão quaisquer dúvidas sobre pontos fracos.
  2. Saiba: Não se iluda pela ideia de “dinheiro fácil”. Empreender é trabalhar. Não basta simplesmente entrar como empreendedor Polishop e achar que este fato, puro e simples, será suficiente para que sua conta bancária engorde da noite para o dia.Do carrinho de pipoca ao conglomerado petroquímico, todo e qualquer empreendimento só cresce quando a pessoa por trás dele tem boa vontade e disposição de sobra.
  3. Informe-se: Mantenha-se informado. Para quem vive despreparado, até ganhar na Mega Sena é furada.Em um momento no qual toda e qualquer informação está disponível a partir de alguns cliques, é importante que o empreendedor Polishop esteja sempre bem informado.
  4. Cuide-se: Roupas caras não substituem e nem compensam coisas como boas oratória, dicção e postura. Isso vale para qualquer tipo de empreendimento. Empreender também é comunicar. Investir também é investir em si próprio. Quantos chicletes você já comprou em um ônibus só porque a pessoa que vendia falava bem e se portava de forma confiante?
  5. Raciocine: Para o empreendedor Polishop, “Não” significa “talvez”. Seja paciente. Uma venda não realizada agora significa uma venda a ser realizada mais para frente.
  6. Mantenha: Não perca contatos. Mantenha suas atividades sempre registradas. Quanto mais tempo de trabalho, mais difícil fica cruzar informações que obtemos. Com um sistema bem elaborado de atividades e contatos, é possível liberar a cabeça para que receba novas informações e novos aprendizados.
  7. Lembre-se: Treine sua memória. Guarde nomes, rostos, telefones, endereços. Ainda que o trabalho possa ser realizado online, não existe nenhum recurso tecnológico capaz de substituir o bom e velho contato interpessoal.
  8. Critique-se: Não seja arrogante. Mantenha-se consciente para estar sempre a par de seus erros. Uma mente flexível produz soluções criativas e está sempre aberta para novos aprendizados.
  9. Conscientize-se: Seja humilde, mas não muito. O cliente é sempre bem-vindo e deve ser respeitado como ser humano, mas o seu produto vai melhorar a vida dele. Tenha sempre em mente que você não estaria investindo em algo em que não acredita.
  10. Planeje: Investir não significa colocar tudo que você tem. Calcule o que pode investir sempre considerando o que é necessário para a sua vida.

10 livros que todo empreendedor Polishop deve ler

A revista Pequenas Empresas, Grandes Negócios separou 10 títulos interessantes para você, empreendedor Polishop.

Eles podem ser baixados gratuitamente e lidos na tela do celular pelo aplicativo Kindle, disponível para Android e iOS.

E não precisa se preocupar. O aplicativo se adapta ao tamanho de sua tela, tornando qualquer telefone perfeitamente apto para a leitura.

  1. A Menina do Vale, de Bel Pesce: a empreendedora Bel Pesce, coordenadora do aplicativo de carteira online Lemon conta, de maneira autobiográfica, sua jornada partindo de São Paulo, onde viveu, para o mítico Vale do Silício, o berço das startups nos EUA. Baixe aqui.
  2. Manual Para Jovens Sonhadores, de Nathalie Trutmann: nascida na Guatemala, Trutmann ascendeu no mundo do empreendedorismo para trabalhar na Zyngamedia. A jornada lhe rendeu também o emprego de diretora da faculdade Fiap. O livro é repleto de dicas e técnicas para quem deseja empreender. Baixe aqui.
  3. O Gerente de Projeto Preguiçoso, de Peter Taylor: Nesse livro, o empreendedor Peter Taylor conta como gerenciar a preguiça e o ócio, demonstrando como essas duas tendências também podem servir como combustível para uma vida produtiva e lucrativa. Baixe aqui.
  4. Viagem Ao Mundo do Empreendedorismo: Os institutos de Estudos Avançados e Friedrich Naumann fizeram um belíssimo trabalho ao explicarem a jornada de um empreendedor – início, percalços, alegrias e técnicas – como se fosse uma viagem. Baixe aqui.
  5. Ferramentas Visuais Para Estrategistas: “Entendeu ou quer que eu desenhe?” O Núcleo de Negócios Inovadores da faculdade ESPM transformou uma frase frequentemente usada com ironia em um guia que explica detalhadamente a importância do uso de recursos visuais nos momentos de decisão, planejamento e criação de um empreendimento. Baixe aqui.
  6. Crowdfunding Bible, de Scott Steinberg e Rusel DeMaria: Os autores fazem uma longa e detalhada compilação de dicas para quem deseja buscar financiamento para projetos. A palavra crowdfunding é utilizada para definir o financiamento coletivo, onde qualquer pessoa pode dar dinheiro para um projeto que a interesse e o autor, em contrapartida, oferece aos financiadores o produto final e algumas regalias materiais ou de acesso ao produto. Baixe aqui.
  7. How to Work For Yourself, de Bryan Cohen: Também em inglês, este livro contém 100 formas elaboradas por Cohen para o empreendedor que deseja dar o primeiro passo em sua jornada, mas não sabe como gerenciar seu tempo e energia. Baixe aqui.
  8. The Myth Of The Garage, de Chip & Dan Heath: Os irmãos que assinam este livro em inglês buscam desmistificar a ideia de que, mais de 30 anos depois, ainda seja possível iniciar uma empresa a partir de uma garagem – usando o exemplo da gigante Microsoft. Nesse trabalho de “desilusão”, eles trazem a ideia de começar uma empresa para os dias atuais, mostrando porque a tão famosa “ideia da garagem” não funciona mais e pode iludir novos empreendedores. Baixe aqui.
  9. From Dust To Diamonds, de David Oreck: Através de sua própria experiência pessoal, o famoso fabricante de aspiradores de pó David Oreck mostra de forma motivadora como é possível prosperar em qualquer ramo de negócios. Baixe aqui.
  10. Social Media Marketing Unleashed: Também em inglês, este livro escrito por John Elder explica e exemplifica a importância e força das redes sociais no crescimento dos negócios. Embasado por autores clássicos como Philip Kotler e Pierre Levy, John Elder é um dos pioneiros dos estudos das redes sociais nos EUA. Baixe aqui.

Conclusão

imagem-10-empreendedor-polishop-5-motivos-para-fazer-parte

Não tente dar conta de tudo sozinho! Aproveite as maravilhas que são oferecidas hoje em dia, graças à tecnologia. Lançar mão de ferramentas que ajude-o a ganhar tempo, ter mais controle sobre as finanças e gerenciar melhor o seu negócio é apostar no crescimento da sua carreira.

A primeira e mais importante conclusão é também a mais simples: a menos que você tenha nascido em berço de ouro, não existe nada fácil.

Aliás, talvez nem para quem já nasça rico as coisas sejam fáceis. Ter tudo à mão pode ser um problema.

O fato é que não existe esse papo de dinheiro fácil, dinheiro rápido, lucrar toneladas de grana sem sair da cama ou coisa que o valha.

Tudo, absolutamente tudo que envolve crescimento financeiro demanda, antes de qualquer coisa, que a pessoa esteja com disposição de sobra para viver um dia após o outro.

É como o exercício físico. Começa com um sentimento de obrigação, passa por um estágio no qual tudo parece impossível.

Se estabelece numa fase de costume até se tornar parte integral da vida.

O segredo de quem chega a esse último estágio é um só: deixar que os outros percebam as melhoras.

Empreender acontece da mesma maneira.

Quando a pessoa alcança as condições financeiras para comprar uma casa ou trocar de carro, ela já está em um estágio no qual isso acontece naturalmente. 

Pois o esforço e a dedicação já se tornaram parte de sua vida.

O crescimento financeiro não é o objetivo do empreendimento, mas sim sua consequência. O objetivo é o aprendizado e o trilhar de uma jornada.

Reflita

Portanto, se há interesse em se tornar empreendedor Polishop, há algo que você precisa saber antes de fazer suas buscas no Google:

há tantas pessoas exaltando quanto pessoas criticando.

Não é uma questão de ter alguém em quem acreditar.

Conforme discorremos neste artigo, há pessoas para quem o Marketing Multinível funciona e outras que não funciona.

Para quem está interessado em se tornar um empreendedor Polishop e se vê em meio a uma chuva de elogios e críticas, fica um pensamento:

Se tornar um empreendedor Polishop é uma escolha sua.

E como toda escolha, deve ser tomada com paciência e seriedade, após muito planejamento e após ouvir opiniões.

Não opiniões de quem já é ou já foi um empreendedor Polishop.

Mas sim de quem entende tudo sobre o funcionamento deste e de tantos outros sistemas comerciais e de empreendimento.

E para buscar esse salto na sua vida esteja preparado.

Cerque-se de aparatos que facilitem o seu dia a dia como empreendedor Polishop.

Tenha a conta.MOBI como sua laiada e faça uma jornada segura e lucrativa para onde quer que seja.

Notícias recentes

Deixe um comentário